Entrevistas Paulo Bastos - Mestrado

Entrevista – Paulo Rocha – 02/05/2018

NOME: Paulo Rocha

LOCALIDADE: Braga

NATURALIDADE: Braga

 

Que modelo(s) de cavaquinho toca/estuda? que afinações?

Cavaquinho português, “minhoto” do construtor bracarense José Gonçalves e alguns estudos em cavaquinhos APC. As afinações são predominantemente EC#AA mas também EBAD – dependendo dos temas e sonoridades.

 

Há quanto tempo toca/estuda o cavaquinho? Como é que tudo começou? (pequena biografia no que diz respeito/orientada ao cavaquinho)

É difícil responder com datas precisas, quando a prática deste instrumento está enraizada na família há algumas gerações. Diria que nasci a ouvir e muito cedo aprendi a tocar o cavaquinho.

 

O que o fascina no cavaquinho português particularmente? O que o faz apreciar e escolher o instrumento para se exprimir artisticamente?

A sonoridade … a simplicidade na execução. É um instrumento popular, versátil e de fácil manejamento, dependendo do uso que lhe queremos dar.

 

Quais as suas referências e influenças musicais mais importantes na abordagem ao cavaquinho? E qual a sua importância?

As influências são familiares, mas há um grande responsável pelo desenvolvimento e aperfeiçoamento deste instrumento e que em muito me influenciou desde muito cedo, Júlio Pereira.

A abordagem a temas tradicionais e populares no disco gravado em 1981 fez com que despertasse a curiosidade das potencialidades do instrumento. Quem não gosta? Ou quem não aprendeu a tocar e a explorar o cavaquinho ao som daquelas melodias?

 

Que outros instrumentistas/tocadores solistas de cavaquinho conhece que considera relevantes?

(Entenda-se como solista o instrumentista SOLISTA que faz um concerto do inicio ao fim em que o Cavaquinho é o ponto central/solista ou o instrumentista que tenha editado/gravado um ou mais CDs em que o cavaquinho é o ponto central/solista em todas as músicas ou quase na totalidade delas (quando se refere ponto central/solista pretende-se dizer instrumento que toca a solo sozinho ou que tocando em grupo faz a parte mais relevante e importante da música, ou seja o que tipicamente se chama a melodia/parte principal).

Aprecio muito os trabalhos do Júlio Pereira e do Amadeu Magalhães, que são as minhas referências no que toca a este instrumento.

Trabalhos diferentes, diferentes formas de execução, mas brilhantes. O cavaquinho é por excelência o instrumento de referência – Melodia / Ritmo / Harmonia.

 

Que associações culturais conhece ligadas à música onde o cavaquinho seja um interveniente de alguma forma? Quais?

Há algumas que me saltam à memória e que pela sua antiguidade gostaria de salientar, O grupo de Cavaquinhos Dr. Gonçalo Sampaio e o Grupo de Cavaquinhos Henrique Lima Ribeiro. Mais recentemente o Grupo de Cavaquinhos do Porto,

 

Que repertório utiliza nos seus projetos em que inclui cavaquinho? Desenvolveu algum repertório original/arranjos para Cavaquinho Português? Pode por favor enumerar aqui? Pode também fornecer partituras ou áudio ou vídeo ou link de internet para estes elementos multimédia?

http://prcavaquinho.wixsite.com/prcavaquinho

 

Que técnicas utiliza no cavaquinho português? Quais das mesmas são as que utiliza com mais frequência?

O rasgueado e o dedilhado. Utilizo as duas, adaptadas ao tema e ao destaque que queira dar ao trabalho que estou a realizar.

 

Considera que o Cavaquinho Português é um instrumento levado suficientemente a “sério” nos diferentes meios musicais?

Considero que está a ser feito um trabalho de fundo, para que o cavaquinho seja lavado a sério. Dependerá sempre desse trabalho, uma vez que é um instrumento musical como qualquer outro e que ocupará sempre o seu lugar.

 

Acha viável uma carreira de músico solista especializado e fazendo carreira apenas e só no cavaquinho português (sem necessitar de tocar mais nenhum instrumento)?

Em Portugal ainda não ….

 

Quais as dificuldades que teve (ou acha que teria) ao tentar ser um músico solista de cavaquinho?

Dependerá sempre da diversidade de repertório e do público. Há infelizmente um nicho muito reduzido de apreciadores deste instrumento.

 

Quais as facilidades e vantagens que considera ter (ou que pensa que teria) como músico solista de cavaquinho?

As mesmas que outro qualquer instrumento desde que seja ajustado para um repertório onde as suas características sejam exploradas convenientemente.

 

Considera que faz sentido explorar o cavaquinho português como instrumento solista? Porquê?

Sim faz todo o sentido, porque tem características para o efeito.

Mas … tal como outros instrumentos solistas não terá sempre de assumir esse papel.

Senão vejamos os casos dos violinos que sendo solistas podem também integrar uma orquestra, com outros instrumentos solistas.

 

Que acha da utilização da nomenclatura Cavaquinho Português para de forma agregadora denominar e agrupar todos os modelos de cavaquinho português (modelo minhoto e diferentes modelos urbanos do continente e ilhas)?

Nada a opor. Apesar das diferentes técnicas de execução e construção é essa a origem.

 

Como vê o futuro do cavaquinho português enquanto instrumento solista?

A continuar neste ritmo e com a criação da Associação Museu Cavaquinho, estão criadas as condições para que pelo menos seja feita a divulgação do instrumento convenientemente.

Agora o trabalho depende de todos os que estão de alguma forma ligados ao cavaquinho, quer de forma profissional ou amadora, mas que paute pela qualidade.

 

Que projetos tem para o futuro no que diz respeito ao cavaquinho Português?

Continuar a ensinar e trabalhar cada vez mais para aperfeiçoar conhecimentos e partilhar… sempre.

Promover o meu manual de iniciação “O meu Cavaquinho “– Edição de autor

 

Que assuntos gostaria de ver estudados sobre o cavaquinho português?

Em que contexto musical, ou o fenómeno que levou a que por exemplo seja comum em quase todas as universidades seniores ter incluída uma classe de cavaquinho.

Quem realmente aprecia o instrumento?

Os motivos?

Que repertórios?

Que novos caminhos para promover a prática / estudo?

 

Que sugestões tem para dar?

A divulgação da prática do instrumento nas escolas ou pré-escolas.

Melhores formadores nas instituições onde se “ensina“ a pratica do cavaquinho .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *