Entrevistas Paulo Bastos - Mestrado

Entrevista – Ricardo Gonçalves – 27/04/2018

NOME: Ricardo Gonçalves

MORADA: Baguim do Monte\Gondomar

NATURALIDADE: Porto

 

Que modelo(s) de cavaquinho toca/estuda? que afinações?

Apenas toco Cavaquinho Português.

A afinação que uso é: Sol/Sol/Si/Ré, ou a mesma afinação um tom acima: Lá/Lá/Dó#/Mi.

 

Há quanto tempo toca/estuda o cavaquinho? Como é que tudo começou? (pequena biografia no que diz respeito/orientada ao cavaquinho)

Comecei a aprender Cavaquinho por volta dos 7 anos de idade no Rancho Folclórico Danças e Cantares de Baguim do Monte. Por isso digo com orgulho que o Cavaquinho foi o meu 1º instrumento, desde então tem sido um companheiro em muitos momentos da minha vida.

 

O que o fascina no cavaquinho português particularmente? O que o faz apreciar e escolher o instrumento como objeto de estudo ou para se exprimir artisticamente?

O que mais me fascina é ser um instrumento pequeno e leve, mas que dependendo das mãos que o estejam a tocar torna-se muito facilmente o centro das atenções derivado ao seu som estridente e inconfundivél.

 

Quais as suas referências e influenças musicais mais importantes na abordagem ao cavaquinho? E qual a sua importância?

A maior referência que tive foi ter estado ligado ao Folclore durante toda a minha adolescência, depois disso todos os Músicos que de uma forma ou de outra eu considere que fazem algo relevante em proll do Cavaquinho, são também para mim uma referência.

 

Que outros instrumentistas/tocadores solistas de cavaquinho conhece que considera relevantes?

(Entenda-se como solista o instrumentista SOLISTA que faz um concerto do inicio ao fim em que o Cavaquinho é o ponto central/solista ou o instrumentista que tenha editado/gravado um ou mais CDs em que o cavaquinho é o ponto central/solista em todas as músicas ou quase na totalidade delas (quando se refere ponto central/solista pretende-se dizer instrumento que toca a solo sozinho ou que tocando em grupo faz a parte mais relevante e importante da música, ou seja o que tipicamente se chama a melodia/parte principal).

Felizmente conheço vários, mas gostaria de conhecer muitos mais.

 

Que repertório utiliza nos seus projetos em que inclui cavaquinho? Desenvolveu algum repertório original/arranjos para Cavaquinho Português? Pode por favor enumerar aqui? Pode também fornecer partituras ou áudio ou vídeo ou link de internet para estes elementos multimédia?

Gosto de utilizar o Cavaquinho fora do seu habitat natural que é a música tradicional, mas toco muitos temas tradicionais e tenho vários temas originais para cavaquinho.

Tenho temas originais: Vira Travesso, Polkavaco, O Enroladinho

Arranjos: Meninos do Pireu, FLOR de CHÁ, Anda comigo ver os aviões – https://youtu.be/fda90jTtFFw

 

Que técnicas utiliza no cavaquinho português? Quais das mesmas são as que utiliza com mais frequência? (No caso de ser investigador não tocador, que técnicas conhece e que são tipicamente atribuídas aos diferentes modelos?)

Dependendo do som que queira fazer, utilizo várias técnicas: Ponteado, Rasgueado e Dedilhado, seja de unhas ou palheta. Para mim o importante não é a técnica, mas sim a sonoridade que sai do instrumento.

 

 

Considera que o Cavaquinho Português é um instrumento levado suficientemente a “sério” nos diferentes meios musicais?

Para muitos não, mas, quem conhece as potencialidades do Cavaquinho leva-o bastante a sério. Basta ouvir com atenção alguns trabalhos feitos com o Cavaquinho para saber que quem executou esse trabalho teve que levar o instrumento muito a sério, porque doutra forma não é possível.

 

Acha viável uma carreira de músico solista especializado e fazendo carreira apenas e só no cavaquinho português (sem necessitar de tocar mais nenhum instrumento)?

Não acho viável.

 

Considera que faz sentido explorar o cavaquinho português como instrumento solista? Porquê?

Claro que sim, se não se explorasse ele não tinha evoluído. Faz todo o sentido ele continuar a ser explorado e utilizado pelas novas gerações, dando continuidade á vida deste belo instrumento que é o nosso Cavaquinho Português.

 

Que acha da utilização da nomenclatura Cavaquinho Português para de forma agregadora denominar e agrupar todos os modelos de cavaquinho português (modelo minhoto e diferentes modelos urbanos do continente e ilhas)?

Acho bem, porque é o que é. Para mim só existe o Cavaquinho Português.

 

Como vê o futuro do cavaquinho português enquanto instrumento solista?

Vejo-o com bons olhos, há que continuar a trabalhar em prol do Cavaquinho, eu e todos os que gostam deste maravilhoso instrumento.

 

Que projetos tem para o futuro no que diz respeito ao cavaquinho Português?

Estou de momento a gravar e a compor um trabalho de originais, onde o cavaquinho na maior parte das músicas será o instrumento solista. Vamos lá ver quando o termino

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *